Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...

Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...
NÃO CUSTA NADA... E FAZ UMA 'GIOCONDA' FELIZ!

TRADUZA AS FLORES...


Me Sigam as Boas Flores...

1 de jul de 2006

AUSÊNCIA





Dois corpos nús
na chuva se amam.


Corpos molhados,
entrelaçados...

Murmúrios de delírio e paixão.

O vento sussura baixinho
e os corpos se estremecem.


Momentos mágicos de emoção,
ilusão e paixão.


Os corpos nús
na chuva se amam
esquecidos do mundo
que teima em girar
ao redor.


Ausência inconstante
de delírios abstratos,
anseio de sonhos
resto de recordações encenadas
no palco dum tempo
que expirou na vida...


No palco da vida
só a paisagem importa...
mais nada!


E os corpos nús
se amando na chuva
ausentes da vida
que teima em passar...


By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)

2 comentários:

Prosa Mineira disse...

Olá Anna,
Seu poema "Ausência" é simplesmente maravilhoso. Aliás, lindos e sensíveis são todos os seus trabalhos.
Sou sua admiradora desde quando a conheci no concurso de crônicas da comunidade "Discutindo Literatura". Então, você pode imaginar como fiquei feliz e emocionada ao ler suas palavras de elogio e carinho em sua visita ao meu blog.
Para mim, é uma honra e uma alegria muito grande contar sempre com a sua presença por lá.
Meu afetuoso abraço!
Maria Lúcia

Anna D' Castro disse...

Maria Lucia, adorei sua visita também. Os seus trabalhos são muito bons, vou-me sentir muito feliz por recebê-la sempre que queira. Já agora convido-a a dar uma passada aí do "lado" no Recolhendo Farpas, em que a temática é Crônicas, Pensamentos, Reflexões, etc.
Bem vinda e grata pelas palavras.
Beijos
Anna

Barra Lateral no seu Site Para Compartilhar as Redes Sociais








Sempre Viva... Flor Selvagem!

ARTE E BELEZA É COMO FLORES BAILANDO

Beijos floridos...