Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...

Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...
NÃO CUSTA NADA... E FAZ UMA 'GIOCONDA' FELIZ!

TRADUZA AS FLORES...


Me Sigam as Boas Flores...

26 de fev de 2007

EXILADA

Vivo num voluntário exílio!
Cancei de viver de mordaças
Circunspecta em espaços obscuros
Inúteis, absurdos e inexplicáveis!
Cancei de me ocultar em couraças
Num mundo de ideais irrealizáveis.
Me cancei duma roupagem
Revestida de linhagem
Tentando esquecer o que sofri.
Respirei por todos os poros
- as dores -
Das feridas que me fizeram
Com as facas que me jogaram.
Não lamento o que vivi!
Mas grito ao tempo o meu silêncio
Carregando uma miragem
A poesia é uma imagem
Daquilo que construí.

By@ Anna D'Castro
do livro REVELAÇÕES



************
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

2 de fev de 2007

MIRAGEM

Pensar... e não sonhar,
é um dilema!
O pensamento é sonhador
Como o poema!
A Lua é a inspiração de todo o dia.
Viver, pensar, sonhar
é como luz que irradia.
Percorrer àridos desertos
tentando achar os oásis certos
para atingir as suas metas
* É a miragem dos poetas!...

By@ Anna D'Castro
(D.A.Reservados)

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

30 de jan de 2007

Relembrando 251 anos do nascimento de Mozart



"Não consigo escrever poesia: não sou poeta.

Não consigo dispor as palavras com tal arte que elas reflictam as sombras e a luz: não sou pintor... Mas consigo fazer tudo isso com a música..."


"Para mim, o órgão é o rei dos instrumentos".
***Wolfgang Amadeus Mozart***

(n. Salzburg 27 de Janeiro de 1756; m. Viena 1791)

23 de jan de 2007

FADO

(Severa canta o Fado - Quadro de Malhôa)
- É minha sina?
- Meu fado?
- Fadário?
- Sei lá!
Só sei que este meu penar
é apenas num momento!
Pego na pena
e deixo correr meu pensamento:
- É já poema!
A poesia flui:
- Dolente
lentamente
ou...
num instante!
- Noite alta
- Madrugada
- Noite escura.
- Poemas de amor
de amargura
angústia
ou...
solidão!
- Fito o alvorocer!
- O eterno nada
descansa em minha mão!
- E depois?
- Depois, as ideias se misturam
com pensamentos impotentes!
As imagens se desfocam...
Ao longe, oiço como um brado
os acordes dolentes
que gemem da guitarra
e uma voz bem timbrada
castiça e bizarra...
termina o último fado!

By@Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
do livro Revelações

(Bairro de Alfama - Lisboa)


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

11 de jan de 2007

HINO À PAZ - OU - APELO DO DESESPERO

No final de dezembro de 2006,
nas ruas do Centro do Rio/rj, vários
panfletos foram afixados em postes
de iluminação pública, por gente
simples do povo, em perfeito
desespero, pelos acontecimentos
tenebrosos que mataram dezenas
de pessoas inocentes, em ônibus
incendiados e em tiroteios entre os
impotentes policiais, versos
'crime organizado'.
Os panfletos escritos à mão ou em
computadores, diziam apenas:
"POR FAVOR NÃO MATEM AS PESSOAS"

....***A.D'C.***....

HINO À PAZ

- QUEREMOS PAZ!
Não militamos a guerra!
- Chega de opressores tiranos
Cobradores de retaliações
Que se dizem justiceiros
Para o bem da humanidade!
- Que a justiça é cega - todos sabemos!

Mas nós não.
NÃO SOMOS:- nem cegos
- nem surdos- nem mudos!
Perguntamos aos Deuses do Olimpo:

- Mas que justiça é essa?
Que com uma mão joga o pão
Com outra bombardeia inocentes!
- Chega de falsos deuses do Éden,

proprietários da Vida Alheia
para quem a vida humana
é uma bola de pingue-pongue!
- Chega de jogos estratégicos!
- Chega de manipular vidas inocentes

como meras peças de xadrez
onde o vencedor é o jogador mais arguto,
vibrando com as altas taxas de liderança!
- O Mundo...

é como uma bola de cristal mal lapidada.
Por vezes, transparente e límpida
Outras, opaca e nebulosa...
- Os hipotéticos deuses do Olimpo

não são deuses, não são nada
mas apenas, tão somente e simplesmente:
- Hipócritas medrosos
que escondem seus medos jogando bombas:
- Anti-Humanidade
- Anti-Liberdade
- Anti-Futuro,
com falso nome de justiça!
- Não. Não queremos a guerra!!!
- Queremos a branca pomba da Paz!
- Queremos Amor e Fraternidade!
Unamos nossas mãos,
"combatendo"com nossas armas:
- As Palavras!
- A Poesia!
Lutemos pela liberdade de toda a Humanidade,
gritando bem alto:
- Não à Guerra!!!
- Queremos PAZ!!!

"Hino à Paz" escrito em 2003, mas... sempre atual

by@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
livro "Idealizações"

Barra Lateral no seu Site Para Compartilhar as Redes Sociais








Sempre Viva... Flor Selvagem!

ARTE E BELEZA É COMO FLORES BAILANDO

Beijos floridos...