Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...

Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...
NÃO CUSTA NADA... E FAZ UMA 'GIOCONDA' FELIZ!

TRADUZA AS FLORES...


Me Sigam as Boas Flores...

26 de fev de 2012

RENÚNCIA


Tu, Mulher, que renunciaste:
- ao carinho,
- ao amor...
escuta este poema
que é pra ti.
Tu, que caminhando vais,
em busca do passado...
ou talvez do tempo!...
Mas, o passado não volta
e o tempo demora.
A ti que olhando a Noite
procuras o Sol...
- Ele existiu e te abrasou.
A ti, que renunciaste,
a ti Mulher só
eu fiz este poema,
para que te não sintas
tão só
...como coisa deitada ao chão
e que não presta!...
...como folha caída
espezinhada e varrida,
no Outono!
A ti, Mulher só,
na solidão da noite
ou na alegria do dia,
eu fiz este poema.
A ti, Mulher que renunciaste,
escuta a minha prece.
A prece de uma Mulher só...
como coisa morta,
afastada da vida,
esquecida.
Eu, como tu, renunciei:
- ao amor,
- à felicidade...
que desejava de verdade!
Mas, tu Mulher,
não estás só!
Porque eu estou contigo
e penso em ti;
e venho dizer-te
para que não renuncies,
mas antes luta.
Tens que lutar:
- pela felicidade,
- pelo Amor,
- pela vida e...
... pelo carinho, desse Alguém
que ao se afastar,
te fez desesperar
e te fez sentir também:
- Só!... Nada... Ninguém!

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
do livro AQUELA VOZ

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Neste momento e tão distante de ti...choro por mim...choro por todas as mulheres que se deixaram espezinhar e que renunciaram a ser mulheres inteiras e plenas.
Para mim o teu mais belo poema.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Anna D'Castro... disse...

Rosa querida, fico feliz por teres gostado deste poema, que foi publicado em 2000 no meu livro 'AQUELA VOZ'...

Eu entendo o que sentes ao lê-lo... pois tb tu deves ter renunciado a muita coisa... e sabes como é difícil...

Eu estou aqui tão longe... da minha terra... dos meus filhos que tanto amo e tive que deixar... e, apesar de amar o lugar aonde vivo... porque tive de renunciar a tudo o que construí ao longo da vida... porque um 'ser' sem qualificação me obrigou a deixar tudo... principalmente tudo o que amava e amo...
Talvez seja um dos meus poemas mais belos... mas é tb o grito mais desesperado duma alma que muito sofreu e sofre, pois teve que renunciar aos amores da sua vida...

Rosa obrigada pelo teu carinho e 'parceria' na dor da perda.

Tudo de bom pra ti amiga.
Mil beijos.
Anna

Sonhadora disse...

Minha querida

Desejo que todos os teus dias...se vistam de amanhecer
Que a tua alma seja inundada de paz...amor e esperança
Que a felicidade encha de alegria o caminho a percorrer
Sorri sempre à vida...e nunca te esqueças de ser criança

Feliz dia da Mulher
Um beijinho com carinho
Sonhadora

Barra Lateral no seu Site Para Compartilhar as Redes Sociais








Sempre Viva... Flor Selvagem!

ARTE E BELEZA É COMO FLORES BAILANDO

Beijos floridos...