Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...

Ei AMIGO! VOCÊ AÍ... QUE VISITA AQUI ... DEIXE O SEU COMENTÁRIO POR AQUI...
NÃO CUSTA NADA... E FAZ UMA 'GIOCONDA' FELIZ!

TRADUZA AS FLORES...


Me Sigam as Boas Flores...

31 de mai de 2006


























PEDAÇO DE CÉU

Escuto suaves murmúrios
no meio da multidão.
Serão apenas suspiros de solidão
ou a esperança duma bela recordação
que ficou pairando no ar?
Olho em redor...
- Nada restou!
Apenas solitário ficou
um coração engalanado
de pétalas de rosa,
junto dum frágil corpo
na busca incessante
do seu pedaço de céu!

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
do livro REVELAÇÕES



















SOCIEDADE ANÔNIMA

Pobre menino de rua
Que triste vida, essa tua
Sem sequer saber de pai
Nem ter carinho de mãe.

Na dura estrada da vida
Foste parar sem saber
Sem pedir e sem querer
Esse destino trilhar.

Pobre menino de rua
Que triste vida, essa tua
Sobrevives a mendigar
Sem tempo para brincar.

No farol pedes esmola,
Na esquina cheiras cola
E o mundo passa indiferente
Sem pensar que tu és gente.

Pobre menino de rua
Que triste vida, essa tua
Sem ninguém ter compaixão
Se dormes na pedra do chão.

Teus irmãos são os demais
Que também não têm pais
Mas possuem corações
Onde abrigam ilusões.

Pobre menino de rua
Que triste vida, essa tua.
Te chamam de marginal
E te fazem tanto mal.

Decretam Direitos iguais!
Aqueles "Internacionais"...
Que muito exigem e pouco dão
Nem sequer o teu ganha pão.

Pobre menino de rua
Que triste vida, essa tua.
Na favela irás parar
E com o tráfico cruzar.

Mas um dia, de sopetão,
Buscando a tua ilusão
Duma família construír
Uma bala te irá atingir...

Quase sempre assim termina
- infelizmente em chacina -
Um pobre menino de rua
E a vida triste, que foi sua!...

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
do livro REVELAÇÕES

30 de mai de 2006
























VÁRIAS DE MIM

Sou várias, em várias de mim...
Sei, porque eu me conheço
Mas nem sempre reconheço
Porque terei de ser assim.

Tem horas que sou como rocha
Uma matéria impenetrável...
Outras, fico tão frágil
Toda eu sou maleável!

Em permanente conflito
Vivo nesse labirinto
Às vezes, solto meu grito
Quando não sou o que sinto.

Mas quando fico nervosa
Mostro como estou carente
Tal como pétala de rosa
Em mão inconsequente.

Não quero mostrar minha dor
Fica presa na garganta
Prefiro falar de amor
Dar leveza e graça tanta.

E nessas várias de mim
Tenho a alma como o vento:
- eterna, rebelde ou branda -
E a chama que crepita sem fim...
É a única que me comanda!

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)

do Livro REVELAÇÕES

GRITA O SOM DO SILÊNCIO

Socorro! Tem alguém aí???
Alguém que escute o som do Silêncio...
Alguém que me escute
No silêncio...
Alguém que escute o meu Silêncio...

Tem alguém aí???...
Preciso que alguém me ouça
Que alguém me preste atenção
Espero em silêncio que alguém chegue
Espero acalmar a solidão.

Tem alguém aí???...
Alguém que me espera.
Alguém que espera ...
No meu silêncio...
Mas quem espera, desespera
E nem sempre sai do lugar
Quem chega vem apressado
Não tem tempo pra esperar...

Quem espera, sempre cansa
Fica em silêncio esperando.
O som do silêncio se cansa
O grito acaba 'chorando' ...
Tem alguém aí???...

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)

do Livro REVELAÇÕES

27 de mai de 2006

SEPARAÇÃO...







= Na nossa história de separação
Você com tudo quer ficar...
Não há problema, pode crer!
Você vai ficar...

- Eu partirei....
Pra finalmente, viver!

By@
Anna D'Castro
(D.A.Reservados)
do livro REVELAÇÕES







Pensamentando...

No meu peito se cravam os punhais do tempo,
as lanças do passado e os testemunhos sem viço, nem suor...

By@
Anna D'Castro

(D.A.Reservados)

Barra Lateral no seu Site Para Compartilhar as Redes Sociais








Sempre Viva... Flor Selvagem!

ARTE E BELEZA É COMO FLORES BAILANDO

Beijos floridos...